Relationship Business Management (RBM): Conceitos e Práticas.

Ops! :(

Preencha corretamente todos os campos. Lembrando que todos os campos são obrigatórios.

Campo "" vazio.
×
  Menu
Português  
  (11) 3937-6432

Você sabe o que é RBM?

A Economia da Recorrência é a maior revolução de negócios desde a Revolução Industrial. Empresas de serviços, comércio e indústria …


A Economia da Recorrência é a maior revolução de negócios desde a Revolução Industrial. Empresas de serviços, comércio e indústria estão migrando seus modelos de negócio para a cobrança de mensalidades – em detrimento da cobrança pontual e única – o que impõe diversos desafios a sua operação:

– Estabelecer relacionamento de longo prazo com seus clientes isso porque em vez de cobrar um valor maior para venda pontual de um produto ou serviço, o modelo de recorrência implica na cobrança de valores menores por tempo mais longo. Conhecer e segregar os clientes em diversos grupos será um diferencial competitivo para lidar com cobranças, inadimplências ou oferta de novos produtos ou serviços.

– Fazer a gestão de relacionamento com seus clientes de maneira personalizada e rápida, ou seja, ao longo do tempo o usuário irá aumentar, reduzir, alterar o serviço (upgrades e downgrades), contratar novos recursos (add ons), renovar, reajustar entre outros.

– Administrar as cobranças que passam a ter modelo de preços e métricas diferentes das vendas pontuais, como cobrança variável de acordo com o consumo dos serviços contratados, franquias, free trials, degustações, entre outros.

– Automatizar os processos, pois é impossível atendermos a todas as demandas de alterações contratuais e regras de cobrança de forma manual. Ou estaremos suscetíveis a erros ou a aumento excessivo de headcount, o que reduziria a rentabilidade operacional da companhia.

De fato, essa missão não é fácil. Afinal, cada cliente tem as suas particularidades na contratação do serviço e não dá para criar uma regra única que atenda a todos. E, “personalização + automação + cobrança variável recorrente” é algo que os ERPs tradicionais não sabem fazer, definitivamente.

rbm

E é aí que surge o RBM (Relationship Bussiness Management), sistema que administra o relacionamento – leia-se contrato recorrente ou assinatura – completo entre fornecedores de serviço e seus clientes.

O que só um RBM faz pelo seu negócio:

Flexibilidade Comercial: Criação de planos de vendas ou assinatura com condições específicas de descontos, vigência, trial, degustações, campanhas promocionais.

Automação: Gerenciamento, cobrança e faturamento de milhares de clientes com regras diferentes de forma automática, sem necessidade de trabalhos manuais.

Administração de contratos / Assinaturas: Upgrades, downgrades, add ons / aditivos, renovações e reajustes automáticos, pré e pós-pago, pró-rata.

Cobrança flexível em todos os meios de pagamento: Boleto recorrente, cartão de crédito, débito automático em conta corrente, intermediadores como Paypal, Pagpop, Moip, Pagseguro.

Cobrança variável por consumo de serviços: Assim, uma empresa consegue cobrar de cada cliente a quantidade de serviço ou produto utilizado, seja qual for a unidade de medida (horas, pageviews, mega e giga bytes, dias, quilômetros, usuários, unidades, etc), em vez de ter um preço fixo para todos.

Gestão de Contas a Receber: Entender o que está acontecendo com a carteira de cobrança é um ponto importantíssimo na gestão da cobrança recorrente.  Não raramente se vê empresas que geram boletos recorrentes para milhares de clientes e se perdem no que está pago, o que está em aberto e a quem precisa ser cobrado. Enviar comunicações personalizadas a milhares de clientes pode ser uma tarefa árdua e demorada. O RBM te dá a posição de inadimplência, carteira de cobrança, régua de comunicação com clientes por e-mail, sms, etc.

Provisionamento de serviços: Ativar, suspender e cancelar o acesso a sistemas e serviços automaticamente mediante regras de pagamento e inadimplência.

Extrato de Serviços: Para que haja clareza e transparência na relação com o cliente, a ferramenta gera extratos de utilização para cada cliente. Assim, eles podem conferir os serviços utilizados pelos quais estão pagando.

Por fim, não menos importante, o RBM permite que o usuário tenha uma visão ampla e detalhada do faturamento da empresa e do perfil de seus clientes. Com os indicadores de performance da ferramenta, é possível acompanhar taxa de cancelamento, aumento e diminuição de contratos, evolução de faturamento recorrente e o valor de cada cliente ao longo do tempo.

Se interessou pelo assunto? Conheça a plataforma de RBM – Relationship Business Management da Smartbill e garanta mais agilidade e precisão na gestão de contratos, cobranças e faturamento de sua empresa.

Compartilhe